Gestão escolar Archives - Studos

Ebook: Como avaliar o desempenho dos alunos com a Studos

Como avaliar o desempenho dos seus alunos com a Studos

Você provavelmente já ouviu falar em business intelligence, ou BI, e como ele ajuda as empresas a tomarem decisões mais assertivas e planejar o futuro. Pode parecer um processo simples, mas coletar, analisar, organizar e compartilhar dados é um grande desafio para qualquer tipo de negócio, inclusive para instituições de ensino.

Existem muitos passos e pessoas envolvidas nesse andamento, por isso, é comum que informações importantes não sejam incorporadas e estruturadas da maneira correta. Ou até mesmo, que elas não sejam comunicadas da melhor forma, o que diminui a efetividade de todo o trabalho anterior.

É nesse contexto que o data scientist, profissional especialista com foco analítico que possibilita soluções para problemas complexos, está ganhando cada vez mais espaço. Porém, nem todas as organizações têm estrutura para montar uma equipe exclusiva com essa finalidade.

A boa notícia é que nós ajudamos você a resolver essas objeções e otimizar a gestão escolar. A Studos é uma solução completa para escolas que integra e se adequa ao projeto pedagógico das instituições e ajuda gestores e coordenadores a construir a melhor experiência de aprendizagem baseada em dados gerados por alunos e professores. 

Nesse ebook gratuito, você vai entender todos os tipos de informações geradas pela Studos, ter insights sobre como analisá-las e conferir os resultados de algumas das nossas escolas parceiras que alcançaram seus objetivos com a nossa ferramenta educacional de análise de desempenho e aprendizagem. Preencha o formulário e acesse agora!


Banco de questões para escolas: quais os benefícios?

Arrisco dizer que todo coordenador, em algum momento da sua carreira,  já começou a organizar um banco de questões para sua escola. A grande questão é que, a maioria deles se perde em meio a tantas pastas e, aos poucos, vai deixando esse projeto tão importante de lado. 

Em outros casos, quando o banco é finalizado, seu acesso é difícil ou não é criada uma cultura entre os professores que, por esse motivo, continuam gastando horas buscando exercícios na internet. 

Mas, com a ajuda de inovações educacionais, como a Studos, é possível criar um banco de questões completo, organizado e de fácil acesso para otimizar os processos pedagógicos e melhorar a experiência de aprendizagem dos alunos. 

Nesse artigo, você vai entender os benefícios do banco de questões e como fazer isso utilizando a tecnologia a seu favor. 

banco de questões para escolas

O que é um banco de questões para escolas?

O banco de questões é onde a instituição de ensino reúne sua matéria-prima para provas, simulados e atividades complementares. Ele é fundamental para que professores tenham mais segurança na elaboração desses materiais e gastem menos tempo com atividades mecânicas, como a demorada busca por questões na internet. 

Existem dois tipos: 

Banco de questões interno: 

Ele é o grande ouro das instituições de ensino, que criam questões inéditas exclusivas para seus alunos. Nesse cenário, é importante que todos os professores tenham fácil acesso e possam importar seus conteúdos de forma simples e rápida. Assim, o banco fica sempre atualizado e completo.

Banco de questões externo: 

Diferente do anterior, esse banco reúne questões públicas, como as dos principais vestibulares do país. Isso não quer dizer que ele é menos importante, muito pelo contrário. 

Pense em quantos dos seus alunos já fizeram a prova do Enem. Você acha que eles teriam bons resultados se não estivessem familiarizados com o estilo e a intencionalidade do exame? Por isso, é mais do que necessário incorporar esse tipo de questão na rotina de estudos. 

Benefícios para Gestores, professores e alunos

Para Gestores

Gerenciar os conteúdos criados pela equipe docente é um grande desafio para gestores e coordenadores. Por isso, é fundamental que tudo seja documentado e compartilhado, inclusive as questões criadas dentro da instituição. O que torna mais simples a gestão do conhecimento da instituição de ensino como um todo. 

A Studos também oferece relatórios detalhados sobre o número de atividades, provas e simulados criados por cada professor. Além disso, é possível acompanhar de perto processos como a criação de simulados, estabelecer prazos e notificar professores sobre novas solicitações. 

Para professores 

Você sabia que, em média, um professor gasta 120 horas/ano criando provas? Nesse tempo, ele poderia estar orientando melhor os alunos, pensando em novas abordagens para suas aulas ou até mesmo criando atividades para desenvolver habilidades socioemocionais nos estudantes. 

Com a ajuda de um banco de questões é possível reduzir esse tempo para 20 minutos por atividade. Isso porque, ao invés de passar horas buscando exercícios, ele pode acessar os arquivos da escola e utilizar o filtro de questões para selecionar por disciplina, assunto, subassunto, tipo de questão, habilidades e competências.  

Para alunos

Quando falamos sobre banco de questões, normalmente, os benefícios para os alunos não são elencados. Já que, na maioria das vezes, essa é uma ferramenta exclusiva para que gestores e coordenadores organizem provas e simulados. Porém, ela também é muito eficaz para dar mais autonomia aos alunos e melhorar o desempenho individualmente. 

Por exemplo, com a Studos, o estudante acessa mais de 80 mil questões, dos principais vestibulares do país, no aplicativo e conta com o auxílio de uma inteligência artificial que mede seu desempenho e cria treinos específicos para ajudar na sua evolução.  

Assim, ele se sente mais preparado e vê o comprometimento da escola em ajudá-lo em todos os momentos.

Como criar uma prova com o banco de questões da Studos? 

Além das questões que seus professores podem importar em um espaço exclusivo para a sua instituição, na Studos, você vai encontrar 600 mil questões públicas para criar suas atividades, provas e simulados. 

Quer ver um tutorial rápido que vai te mostrar como é fácil e rápido criar provas e tarefas na Studos?

Conclusão

Sim, é um desafio para qualquer escola criar um banco de questões eficiente e que tenha um impacto positivo no dia a dia da instituição. Porém, tudo fica mais simples quando gestores e coordenadores utilizam soluções educacionais que facilitam esse processo. 

Como você pôde ver, com a Studos, é possível transformar a experiência de gestores, professores e alunos. Quer conhecer um pouco melhor a plataforma ou falar com um dos nossos especialistas pedagógicos para entender como podemos complementar o seu projeto pedagógico? Clique no banner e acesse o nosso site!  

banco de questões studos para escolas

Processos pedagógicos: caso Pró Floripa

história de sucesso pró floripa

Muitos colégios e cursos pré-vestibulares estão buscando otimizar os seus processos pedagógicos para facilitar a vida dos professores e melhorar o ensino e aprendizagem dos alunos.

Essa mesma necessidade também surgiu no pré-vestibular Pró Floripa. Conforme o seu crescimento, foi preciso focar na otimização dos seus processos pedagógicos. Mas antes de falar quais eram os seus problemas e como eles conseguiram resolver, quero que você conheça o pré-vestibular.

(mais…)

Como criar um calendário de simulados na sua escola?

Conseguir uma boa nota no vestibular, principalmente no Exame Nacional do Ensino Médio, é o principal objetivo da maioria dos estudantes do Ensino Médio. Por isso, as instituições de ensino precisam estar preparadas para ajudá-los nessa jornada e criar um calendário de simulados na sua escola é o primeiro passo. 

Fazer simulados periódicos é a melhor forma de preparar os alunos para as longas e exaustivas provas, que exigem concentração e foco constante. Já que, não basta que eles saibam todo o conteúdo, mas também consigam gerir o tempo disponível e se sintam confiantes sobre o estilo de questões. 

Continue lendo para entender como definir a melhor estratégia para criar um calendário de simulados na sua instituição de ensino. 

Como criar um calendário de simulados para a sua escola? 

A primeira pergunta que surge na nossa mente é: qual é a periodicidade correta para um cronograma de simulados eficaz? 

Não existe um número certeiro, o importante é analisar os processos da sua instituição de ensino e adequar essa estratégia à sua realidade.

Por exemplo, se seus professores demoram, em média, três semanas para corrigir um simulado, a coordenação não pode programá-los a cada duas semanas. Dessa forma, os estudantes sempre iniciariam um novo teste antes mesmo de receber o feedback do anterior. 

Ou seja, nesse caso, ou você planeja simulados a cada quatro semanas, ou otimiza os processos pedagógicos para reduzir o tempo gasto na correção dessa atividade.


Outro ponto importante para levar em consideração é como utilizar o simulado para, realmente, melhorar o processo de aprendizagem dos alunos. 

Algumas instituições de ensino sobrecarregam os estudantes com simulados no mês que antecede o Enem, mas não têm um acompanhamento pedagógico estruturado, e deixam essa responsabilidade para que ele, sozinho, avalie seus erros e acertos, o que muitos não fazem. 

Diante disso, é responsabilidade do coordenador pedagógico analisar os dados gerados pelo aluno durante todo o período letivo, achar soluções para que ele evolua e criar, junto com o estudante, um plano de ação para que ele alcance seus objetivos. 

O que quero dizer com isso é: não adianta aplicar cinco simulados um mês antes da prova, se você não definiu um calendário entendendo os processos e o funcionamento de algumas estratégias indispensáveis na rotina escolar. Pois, é com esse exercício que você vai enxergar as possibilidades dentro da sua realidade e, com isso, ter bons resultados. 

Conclusão 

Agora, você já sabe que é preciso analisar a rotina escolar antes de elaborar um calendário de simulados efetivo para seus alunos. Dessa forma, você realmente os ajuda a alcançar seus objetivos. 

Também é importante lembrar que a otimização dos processos pedagógicos é um passo importante para que a coordenação tenha mais autonomia sobre as estratégias que serão idealizadas. 

Quer saber como as tecnologias educacionais podem ajudar nesse desafio? Criamos um conteúdo completo sobre esse assunto, clique no banner e acesse o ebook gratuito. 

Ebook Como melhorar e medir o desempenho dos alunos

Avaliação diagnóstica: utilize como ferramenta estratégica

As avaliações sempre fizeram parte da rotina de instituições de ensino. Por isso, ao longo dos anos, foram sendo aprimoradas e hoje existem diversos tipos e finalidades para elas, como avaliação diagnóstica, formativa ou somativa. 

Porém, essa evolução não pode parar, e é papel da gestão das escolas criar um projeto político pedagógico que torne mais eficiente a análise da aprendizagem dos alunos e buscar soluções inovadoras para avaliar habilidades e competências em suas totalidades. 

(mais…)

Acompanhamento pedagógico: o coordenador na gestão da aprendizagem

O acompanhamento pedagógico tem como principal objetivo orientar o processo de aprendizagem individual de acordo com as necessidades de cada estudante. Esse é um grande desafio para as escolas, que ainda têm a carga histórica do ensino padronizado, e precisam quebrar paradigmas para considerar o tempo de cada aluno e as diversas formas de aprender e ensinar. 

(mais…)